Vereador Clecinho solicita correção salarial para funcionários do Samu

Cle.jpg

Depois da conversa com as agentes comunitárias de saúde, no último dia 17, a Câmara Municipal recebeu na última terça-feira, dia 22, a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Saúde) que também tem lutado por correção salarial. De acordo com informações dos profissionais, apenas os médicos da unidade recebem os 40% de insalubridade, enquanto os demais colaboradores recebem apenas 20%.

O grupo iniciou a conversa com o vereador Clecius Silva de Sousa, o qual conta com o apoio dos seus pares na Casa Legislativa. “Vou enviar requerimento ao Governo Municipal para que seja feita a implementação salarial da categoria, que tem feito um trabalho essencial de assistência à população. Embora não tenham todas as condições de trabalho que necessitam, num estudo feito em 2016 foi afirmado que eles não precisavam desta insalubridade. Mas assim como os médicos, todos tem contato com os pacientes, muito deles com doenças infecto-contagiosas, por exemplo. Conto com a ajuda dos meus pares nesta luta de reconhecimento”, disse o autor da solicitação, Clecinho.

Envolvido diretamente na luta pela melhoria dos servidores públicos municipais, o presidente da Câmara de Vereadores, Nilcélio Sá, garantiu que vai se empenhar para ajudar aos colaboradores do Samu também. “Já iniciei uma conversa com a subsecretária Elaine Stelman que está comprometida em resolver esta e as questões de outras categorias. O Governo Municipal pensa no servidor com respeito e acredito que vai solucionar este caso”, ponderou.