Procon Três Rios apura denúncias de aumento abusivo de itens da cesta básica

Foto-7.jpeg

Estabelecimento onde for constatado o aumento abusivo pode ser multado entre R$ 684 e R$ 10 milhões

O Procon Três Rios realizou entre os dias 30 e 31 de março, operação de fiscalização para verificar denúncias sobre o aumento desproporcional do valor do alho e do ovo, além de outros itens da cesta básica.

A equipe percorreu seis estabelecimentos do Centro da cidade, e os locais onde os agentes identificaram possível aumento abusivo dos preços terão que apresentar justificativa econômica para o aumento.

“Se o aumento não for justificável, os responsáveis pelos estabelecimentos poderão ser multados de R$ 684 a R$ 10 milhões, a depender do faturamento da empresa. Estamos averiguando as denúncias recebidas e não vamos admitir que os estabelecimentos se aproveitem de uma situação tão grave como essa para praticar preço abusivo. Se o aumento desproporcional não for justificável, eles serão multados”, disse a coordenadora do Procon Três Rios, Roberta Padilha.

Na última semana, o alvo da operação foram farmácias e drogarias. Foram verificados preços de produtos de prevenção ao Covid-19, como máscaras, álcool gel e luvas. “No total, foram 16 notificações emitidas, no entanto, a maioria das farmácias já comprovou que vendeu mais caro porque comprou mais caro das distribuidoras. Continuamos acompanhando e os consumidores que estiverem insatisfeitos, devem ligar para o Procon (24) 2252-3939”, finalizou Roberta Padilha.

O Procon Três Rios fica na Praça São Sebastião, nº 349, Centro da cidade. Até o próximo dia 14, o expediente será das 9h às 13h – exclusivamente por telefone – de acordo com o Ato da Presidência 007/2020 publicado nesta terça-feira, 31 de março.