Governo Municipal sanciona lei que garante acompanhante em casos de internações e exames

Foto-2.jpg

Foi sancionada pelo prefeito de Três Rios, Josimar Salles, a lei nº 4410/17 de autoria do vereador Clécius Silva de Sousa (Clecinho) que dispõe sobre a humanização das relações e dos processos de atenção e gestão em saúde, e estabelece o direito do usuário a acompanhante durante o atendimento de consultas e exames nos serviços de saúde e a visita aberta na internação.

Anteriormente, este tipo de acompanhamento só era permitido em casos de internações e somente para alguns segmentos da população: crianças e adolescentes, mulheres grávidas e no pós-parto, pessoas com deficiência e idosos. “Tivemos muitas reclamações de pacientes que não puderam ter acompanhantes nas consultas realizadas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA Três Rios), por exemplo. Mas são pessoas que estão debilitadas, e precisam de um apoio familiar. Permitir que as pessoas acompanhem nas consultas e realização de exame pode fazer toda diferença e contribuir para segurança e restabelecimento do paciente”, disse o vereador Clecinho.

“A presença de visitantes e de acompanhantes nos serviços de saúde mantém a inserção social do paciente e torna a comunidade também responsável e coprodutora do cuidado em saúde”, justificou a parlamentar.

“Lembrando que em caso de exames, o acompanhante só poderá permanecer na sala de acordo com o entendimento do profissional que vai realizar o exame”, explicou o vereador.

De acordo com o Executivo, será afixada uma cópia da lei nas entradas das instituições de saúde do município.