Causa animal: Vereadores, defensores e Poder Executivo falam sobre animais abandonados em Três Rios

WhatsApp-Image-2017-06-01-at-16.19.53.jpeg

Os vereadores de Três Rios, representantes do Poder Executivo, defensores dos animais e preocupados com a causa, se reuniram na noite da última quarta-feira, dia 31, na audiência pública Defesa Animal: Um caso de saúde pública, realizada pela Câmara de Vereadores, no auditório da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

“Estamos tratando de um caso de saúde pública. É uma causa importante e que precisa ser discutida, analisada e trabalhada por todos nós. A questão não é só evitar que encontremos com animais abandonados no meio das ruas, mas é evitar que doenças sejam disseminadas. É uma correlação de cuidado e saúde”, ponderou o presidente da Câmara de Vereadores e autor da solicitação de audiência pública, Nilcélio Sá.

Durante o encontro, a representante da TR Apatre, Kátia Muniz, e a presidente da Ong Patinha Amiga, Ana Carolina Motta Junqueira, apaixonadas pelos animais, falaram sobre as dificuldades de realizar o trabalho na cidade como: alimentação dos animais recolhidos, castração, tratamento de doenças, medidas preventivas e a preocupação do canil municipal virar um depósito de animais.

Convidada para participar do evento, Miriam Neder, coordenadora do Canil Municipal de Juiz de Fora, também falou sobre as dificuldades para implantar o trabalho na cidade mineira, mas garantiu que com muito esforço, dedicação de ambas as partes e amor à causa, as coisas estão seguindo um rumo positivo. Miriam é responsável pelo canil que abriga 500 animais, incluindo cavalos e bois que são recolhidos transitando pelas ruas do município, e gatos.

Representando o prefeito de Três Rios, o chefe de Gabinete, Bernardo Goytacazes falou sobre a parceria entre Legislativo, Executivo e Ong. Falou que o Governo Municipal vai finalizar pelas obras do Canil Municipal e mais: vai se responsabilizar pela alimentação dos animais recolhidos, imunização e prevenção. Ainda segundo o chefe de Gabinete, será realizado um cadastro de clínicas veterinárias para atender aos animais em casos de doença e lojas para fornecimento de remédios.

Bernardo informou que realizará um estudo para que possam ser feitos atendimentos também nos bairros de Três Rios, com a possível implantação de um veículo para castração móvel.

O comandante do Destacamento do Corpo de Bombeiros, capitão Vinícius Vilela, que também é defensor da causa, falou sobre a dificuldade que a corporação enfrenta nos casos de recolhimento de animais. O capitão informou que muitas das vezes, falta a informação do local pra onde o animal precisa ser enviado.

Com leis específicas que protegem os animais em mãos, os vereadores Nilcélio Sá e Juarez de Souza fizeram as considerações finais e garantiram que vão se empenhar para lutar pela causa animal. “Entendemos que é um assunto que muitos questionam se precisa de tanta atenção, mas é sim, um assunto que precisa ser discutido. Doenças podem ser evitadas simplesmente com o cuidado. Precisamos estimular esta conscientização de todos e cuidar dos animais que foram ou serão recolhidos pela equipe de voluntários ou da prefeitura”, disse o vereador Juarez de Souza, relator da Comissão Permanente de Saúde da Câmara de Vereadores de Três Rios.

Finalizando o evento, o presidente da Câmara de Vereadores, Nilcélio Sá, agradeceu a participação de todos; à diretora da Universidade, Helena Mattos por ceder o espaço e informou que enviará uma ata do encontro para o chefe do Poder Executivo e Ministério Público, que tem acompanhado o caso. “Tenho certeza de que ações positivas sairão daqui. Seja pelo Poder Executivo, com o auxílio do Legislativo, seja pela Ong que agora sabe que contará com o apoio do município. Isso não é um problema só dos voluntários, e não é um problema só do município. É um problema nosso e vamos discutir ele com muita atenção e carinho, pois os animais precisam da nossa atenção”, finalizou o presidente.

Também participaram do evento: o subsecretário de Ordem Pública, Luciano João Soares Filho; a diretora do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC Três Rios), Helena Maria Oliveira França e Silva; os vereadores Luiz Alberto Barbosa, Fabiano Oliveira, Jonas Mascarenhas Macedo (Jonas Dico) e Robson Souza, o segundo autor proponente do evento.